Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 15/03/2013

NOTA DE APOIO DO DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES DA UNIC (DCE-UNIC) AO MOVIMENTO ESTUDANTIL DA UFMT

O processo de expansão das universidades por todo país é preocupante, nunca se ouviu falar tanto em expansão, inclusão e democratização do acesso. Diversos programas são empregados como forma de inserir o maior número de cidadãos nas Instituições de Ensino Superior-IES, a exemplo do PROUNI e do FIES.

Sendo assim, muito se fala sobre a democratização do acesso de jovens ao ensino superior. A luta do Movimento Estudantil Nacional é para que de fato tal expansão venha com a devida qualidade, não se pode pensar em expansão sem a ampliação das políticas de assistência estudantil, como a construção de Casas do Estudante Universitários – CEU, ampliação do valor das bolsas auxílio moradia, bolsa permanência, auxílio alimentação, pleno funcionamento do restaurante universitário com café da manhã, almoço, jantar e inclusão do cardápio vegetariano. Além de um atendimento médico, e todos os recursos básicos para que o estudante possa viver com qualidade.

Considerando os fatos ocorridos, no qual estudantes foram violentados, presos e humilhados pela Polícia Militar do Estado de Mato Grosso na última Quarta-feira (06/03/2013) o Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Cuiabá (DCE/UNIC) vem prestar votos de apoio irrestrito ao Movimento Estudantil da Universidade Federal de Mato Grosso, e compreende que a administração superior dessa instituição deve ser responsabilizada pela improbidade administrativa, arbitrariedade e pela falta de comprometimento com a comunidade acadêmica, reflexo da extensão das políticas governistas que estão postas em nosso país. Tamanha repressão tem por objetivo calar as vozes discordantes desse modelo de universidade excludente que não garante às e aos estudantes as mínimas condições para concluírem seus cursos.
É direito e garantia fundamental de todo cidadão a livre manifestação do pensamento, expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura. Todo processo de mobilização social é válido e extremamente importante para que a sociedade possa avançar. Mais uma vez o estado se revela mínimo aos filhos da classe trabalhadora, e máximo aos grandes burgueses das cúpulas, consórcios e secretarias da Copa do Mundo.

Nós, da gestão Nada será como Antes!, denunciamos e repudiamos casos de repressão como este. Além disso, a repressão não existe por si só, mas cumpre o papel de conter as reivindicações estudantis: por isso apoiamos e nos solidarizamos com a luta das e dos estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso por mais assistência estudantil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios
Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 10/09/2012

MANIFESTO EM DEFESA DO SUS 100% PÚBLICO

Desde o início de 2010, os processos de licitação para aquisição dos insumos e equipamentos destinados aos órgãos da Saúde não têm sido realizados, com o objetivo de prejudicar os serviços realizados gratuitamente e em benefício da população. O Governo do Estado e a SES/MT têm usado a “incompetência dos Diretores e dos servidores dos referidos órgãos” (segundo as palavras do próprio Secretário de Saúde, Dr. Vander Fernandes) quanto à falta dos insumos PARA INSERIR NAS UNIDADES PÚBLICAS O GERENCIAMENTO DAS OSS. 

O objetivo deste manifesto é informar a população de Mato Grosso sobre as consequências nefastas da mudança de gestão – da pública para a inserção das Organizações Sociais da Saúde (OSS’s) e Parcerias Público Privadas (PPP’s), em órgãos de funcionam como o MT-Hemocentro, MT-Laboratório, SAMU e CRIDAC.

A preocupação é com a falta de transparência no uso dos recursos destinados ao SUS, a falta de qualidade no atendimento do Usuário e com os desvios financeiros que têm sido amplamente propagados pela imprensa nos órgãos que já estão sendo geridos pelas OSS’s.
Esperamos que o Conselho Estadual de Saúde (CES) revogue a resolução 007/2011, que está sendo utilizada pelo governo como justificativa para a transferência das gestões das unidades de saúde para a iniciativa privada.
A construção do Hospital Infantil, prevista para 2014, está atrelada à privatização de duas das Unidades de Saúde que possuem teto financeiro orçado em milhões (VERBA FEDERAL) – MT-Hemocentro e MT- Laboratório, de forma a garantir desvios de recursos – o que irá acarretar a falta ou precariedade no atendimento aos usuários do SUS, em todas as faixas etárias e camadas da população, incluindo pacientes de doenças sanguíneas. O governo está tentando transformar duas instituições sérias em isca para atrair empresários. Não somos contra a construção do Hospital Infantil, pois a falta de leitos é uma verdade e precisa ser resolvida rapidamente, mas a cobertura hemoterápica de todo o Estado não pode ser comprometida e o MT- Hemocentro não pode permanecer por 20 anos nas mãos da iniciativa privada.

No SAMU, a situação não diferente, além das precárias condições das Unidades Móveis, falta protetores para a coluna cervical, itens de higiene, entre outros 32 itens apontados pelos servidores em carta enviada ao Conselho. No CRIDAC e MT – Laboratório as péssimas condições de trabalho se repetem. A falta de manutenção em equipamentos e prédios é FATO! É o que chamamos de SUCATEAMENTO PLANEJADO!
Por tudo isso que lutamos, queremos um SUS 100% PÚBLICO! Chega dos desmandos de pessoas que deveriam representar-nos e não apunhalarmos pelas costas!Venha também conosco, a nossa Luta precisa de VOCÊ! Participe, divulgue estas informações. Um povo informado, não pode ser derrotado por uma minoria que nos representa!

DIRETÓRIO CENTRAL DOS ESTUDANTES – UNIC

COMITÊ EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 09/04/2012

MANIFESTO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS EM SOLIDARIEDADE AO ASSENTAMENTO CANAÃ SOMOS TODOS CANAÃ!

Os movimentos sociais vem a público manifestar seu apoio e solidariedade aos moradores do Assentamento Canaã. O assentamento existe a mais de 2 anos onde convivem cerca de 350 famílias, na sua grande maioria crianças, mulheres e idosos. Essas famílias podem a qualquer momento serem despejadas de suas casas por decisão judicial. É importante frisar que a mesma justiça que diz querer garantir o direito a propriedade, parece apagar da constituição o direito a moradia e a função social que a propriedade deveria ter.
Viemos a público cobrar do governo federal, estadual e municipal uma solução imediata e pacífica dessa situação, pois, não é possível em pleno século XXI as questões sociais serem tratadas como questão de polícia, e assim, que deve ser tratado a situação do Assentamento Canaã como um problema social, onde grande parte de brasileiros não consegue ler o mínimo para suas necessidades imediatas e vivem a margem da sociedade sem direito a emprego, saúde, educação e nesse caso, a moradia.
Dessa forma viemos a público reafirmar nosso compromisso com os moradores do Assentamento Canaã e que estaremos juntos nessa batalha para que situações como essas não aconteçam como foi o caso de Pinheirinho em São José dos Campos e que injustiças como essa não aconteça em terras mato-grossenses.

MST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra)
FORUM NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS
INTERSINDICAL (Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhora)
RESISTÊNCIA POPULAR
ALTERNATIVA SINDICAL SOCIALISTA
CENTRO BURNIER FÉ E JUSTIÇA
MRS (Movimento Rumo ao Socialismo)
MAMA (Movimento Articulado de Mulheres Amazônicas)
SINDIMED (Sindicato dos Médicos do Estado de MT)
SINETRAN (Sindicato dos Servidores do Dep. Estadual de Trânsito do Estado de MT)
SINDJUFE (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de MT)
OPOSIÇÃO CORREIOS
Grupo Tortura Nunca Mais
GRUPO TORTURA NUNCA MAIS
CDDH DOM TOMAS BALDUINO
GPEA UFMT (Grupo Pesquisador Educação Ambiental, Comunicação e Arte)
ESCRITÓRIO DE DIREITOS HUMANOS DA PRELAZIA DE SÃO FELIX DO ARAGUAIA
INHURAFÊ (Instituto Humana Raça Fêmina)
CENTRO DE PASTORAL PARA IMIGRANTES
GRUPO RAÍZES
FLEC
SOCIEDADE FÉ E VIDA
MCCE
INSTITUTO CARACOL
CSP CONLUTAS
PSOL (Partido Socialismo e Liberdade)
COMITE POPULAR DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE
RUSGA LIBERTÁRIA
COMITE EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA
ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO ASSENTAMENTO CANAÃ
FRENTE DE LUTA DOS CENTROS ACADÊMICOS
COLETIVO BARRICADAS ABREM CAMINHOS
UNE PELA BASE
CONTRAPONTO
DCE UNIC (Diretório Central dos Estudantes)
CAEF (Centro Acadêmico de Eng. Florestal UFMT)
ABEEF (Associação Brasileira dos Estudantes de Eng. Florestal)
ENEBIO (Executiva Nacional dos Estudantes de Biologia UFMT)
CALET (Centro Acadêmico de Letras UFMT)
CAMED (Centro Acadêmico de Medicina UFMT)
CACIS (Centro Acadêmico de Ciências Sociais UFMT)
CACOS (Centro Acadêmico de Comunicação Social UFMT)
CAQUI (Centro Acadêmico de Quimica UFMT)

Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 06/02/2012

NOTA DE APOIO AOS MÉDICOS DO ESTADO DE MATO GROSSO

O Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Cuiabá – DCE/UNIC vem pelo presente prestar total apoio a greve dos médicos do município de Várzea Grande – MT. A Saúde no estado de Mato Grosso vem sofrendo com o grave tumor que ataca os gestores públicos e isso vem se alastrando à anos, fruto da má vontade política dos “representes” da sociedade. É fato que o atual cenário da saúde no estado revela a falta de investimentos na área, fazendo com que a classe trabalhadora sofra com o descaso nos Prontos Socorros, PSF’s e unidades de saúde como um todo, levando médicos e enfermeiros a atuarem sem nenhuma condição de trabalho, fazendo com que os atendimentos fiquem impossibilitados.
A todo o momento os trabalhadores da área da saúde se vêm retalhados pela forte pressão que vivenciam diariamente, atuando sem nenhuma estabilidade. Reflexo de uma política de estado que visa expropriar capital sobre a classe trabalhadora, atendendo o interesse de uma minoria. As expropriações contemporâneas tornaram-se extremamente agressivas e revelam-se potencialmente ilimitadas, ainda que colocando em risco a existência humana, tanto na saúde quanto em outros segmentos que são de extrema relevância para a ordem social em que vivemos. Este é o momento de caminharmos rumo a grandes conquistas de maneira organizada, junto com os movimentos sociais, entidades de classe e com o movimento estudantil em busca da valorização do trabalhador e da vida. Garantindo a sociedade as reais condições de sobrevivência.

O Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Cuiabá coloca-se na LUTA COM TODOS OS TRABALHADORES EM DEFESA DE UM SUS PARA TODOS E COM QUALIDADE.

Em defesa de uma saúde pública de qualidade

Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 09/01/2012

Não comprovamos a qualidade! Chega de Propaganda !!!

Nossos alunos não aprovam!

Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 25/11/2011

ATUAL REALIDADE DA UNIVERSIDADE DE CUIABÁ – ESTRUTURA FÍSICA DE QUALIDADE JÁ !!!

Publicado por: Diretório Central dos Estudantes - DCE/ UNIC | 24/11/2011

MANIFESTAÇÃO EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA! Essa Luta Também é Sua !!!

Older Posts »

Categorias